• Guilherme Licursi

A ilusão do número sedutor chamado faturamento

Fala empreendedor! Hoje vamos abordar um tema clássico em muitos negócios: FATURAMENTO. Antes de iniciar o artigo, já vou falar algo extremamente importante... faturamento não é lucro!



Muitos empresários ficam iludidos com a quantidade de vendas que realiza na empresa, olham o volume de capital que entra mas esquecem de calcular o volume de capital de fica na empresa.


Como falamos em artigos anteriores, toda receita e despesa deve ser minuciosamente lançada no seu sistema financeiro para apurar na íntegra as entradas e saídas de dinheiro da sua empresa.


Na sua opinião, qual empresa vale mais, a empresa X que fatura R$ 1.000.000,00 por mês e sobra R$ 5.000,00 de lucro líquido ou a empresa Y que fatura R$ 100.000,00 e sobra R$ 10.000,00?


Pode parecer absurdo o que vou falar aqui, mas a empresa mais valiosa é a que a empresa Y, sabe por que? Porque ela é a que tem maior potencial de geração de caixa. O valuation (metodologia que calcula o valor de uma empresa) de empresas normais é calculado pelo Fluxo de Caixa descontado, ou seja, o dinheiro que a empresa gera em caixa projetado no futuro, aplicado algum índice econômico.


A qualidade da venda da sua empresa vale muito mais do que o valor da venda. Não adianta vender muito e sobrar pouco, é preciso que os custos e despesas da sua empresa estejam ajustados para lucrar bem!


Outro erro que muitos empresários cometem é de ter muito produto em estoque. Isso pode causar perdas por validade ou prejudicar o fluxo de caixa por ter dinheiro parado.


Todo investimento que você faz na sua empresa, seja ele em produtos ou equipamentos, tem que ser calculado o retorno que vai trazer no futuro. Não adianta comprar equipamentos muito caros se o retorno que ele vai trazer é baixo. Assim como não adianta ter produtos muito caros em estoque se o giro desse produto é muito baixo.


A dica que eu posso te dar hoje é: cresça conforme suas condições. Isso não significa ficar na zona de conforto, mas significa que você não vai “dar um passo maior que as pernas” e se atrapalhar com as finanças.


Para calcular seu lucro é preciso abater do seu faturamento todos os custos com fornecedores, custos de operadoras de cartão, custos com impostos, taxas de serviço, custos com comissionamento de vendedores, etc. além das despesas financeiras, administrativas e com pessoal.


Não se iluda com o tanto que sua empresa fatura, saiba o quanto ela te gera de lucro! Os principais relatórios financeiros que você precisa utilizar para levantar o seu caixa e a saúde financeira da empresa são o Fluxo de Caixa e o Demonstrativo do Resultado do Exercício. O fluxo de caixa vai te mostrar o quanto entra e sai de dinheiro da sua empresa e a DRE vai te mostrar se você opera com lucro ou prejuízo no período.


Caso precise de ajuda para gerar esses relatórios, entre em contato conosco que um de nossos consultores vão te ajudar! Bons negócios e ótimos lucros!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo